HISTÓRIA

DO MÉTODO

O Método de Iniciação à Leitura da Escola “Ave-Maria”

 

 

Consideramos que o Método da Escola “Ave-Maria” é um método de iniciação à leitura que deve ser preservado e adaptado à realidade dos nossos dias.

 

Conservando as estratégias de base e assentes na teoria sobre este Método, pretendemos agora que as crianças que frequentam a nossa Escola fortaleçam as suas capacidades de leitura e se tornem mais e melhores leitores numa sociedade dominada pela cultura escrita.

 

A Escola “Ave-Maria” foi fundada em Outubro de 1945, por Maria Alexandra Almeida Eusébio (Minhana), na altura com 28 anos e licenciada em Matemática.

imagem7Com o curso João de Deus, a Minhana juntou à sua volta um grupo de jovens, também licenciadas, e começou a dar forma a um projecto novo de Escola, arrojado para o seu tempo. Pretendia-se um ensino integrado que, para além das matérias em uso nas outras escolas, se estendia também a um mais aprofundado ensino das belas artes (pintura e escultura) e da música.

 

Pretendia-se uma Escola com abertura pedagógica, atenta às novas metodologias e estratégias de ensino. Na sequência desta sede de inovação e modernização do ensino na Escola, nasce um método singular no ensino da leitura.

 

O Método de Iniciação à Leitura da Escola “Ave-Maria” é um método muito específico, inspirado no Método Global do professor e psicólogo belga Ovide Decroly (1871 – 1932).

imagem5Em 1948, a Minhana e algumas das suas colaboradoras viajaram até à Suíça onde recolheram uma série de informações sobre o Método Global. Nesta época, a criança começava a ser considerada o centro do processo de ensino – aprendizagem e o Método Global era considerado mais moderno e motivador.

 

Com as informações recolhidas, a Minhana e um grupo de Professoras da Escola deram início a uma implementação gradual do Método na Escola, adaptando-o à realidade, à língua e às crianças portuguesas.

 

Durante três anos lectivos, uma equipa de Professoras da Escola fez uma comparação e experimentação prática entre o Método usual silábico e o Método Global.

 

Nas aulas de leitura, os alunos eram separados em dois grupos distintos, logo desde o início do ano lectivo: um grupo aprendia a ler pelo Método João de Deus, e outro grupo aprendia a ler pelo Método Global.

 

Eram então realizadas análises aprofundadas e minuciosas dos resultados alcançados nas diferentes fases do processo de aprendizagem da leitura e, quando se considerou seguro aplicar exclusivamente o Método Global, este foi adoptado pela Escola, até hoje…

 

O Método da Escola é então utilizado na Escola há mais de 60 anos. As bases e linhas orientadoras do Método sempre foram as mesmas.

 

No entanto, é um Método que se adapta às diferentes gerações que passam pela Escola e as estratégias introduzidas no Método pretendem responder às necessidades das crianças dos diferentes tempos…

 

Em que consiste este Método? Quais as bases orientadoras?

O Método Global vê a leitura como um processo de identificação directa dos símbolos globais, ou seja, o aluno identifica o todo, a palavra (ou frase) por inteiro como uma imagem para depois perceber os elementos que compoem esse todo, a palavra ou letra.

A criança faz uma espécie de jogo: a partir de uma determinada palavra chega a outra, ou por uma sílaba comum ou por uma palavra antecedente. A criança descobre assim, ela própria, com o seu trabalho e esforço, as diferentes palavras com que se depara.

Para os defensores do Método Global, a criança não possui uma capacidade para discriminar as pequenas partes que constituem o todo.

A criança deve aprender a ler tal como aprende a falar. A criança não aprende a falar utilizando as letras mas sim palavras inteiras, que têm significado para ela.

As crianças retêm mais facilmente as imagens visuais das palavras como os bébés retêm as imagens auditivas que são os nomes falados.

A leitura é pois vista como um acto de compreensão: só se lê o que tem sentido para o aluno.

Assim, este método proporciona desde o início uma actividade inteligente e o prazer de ler às crianças.

 

O nosso Método

 

O Método da Escola começa oficialmente na Preparação, dando continuidade ao trabalho efectuado nos Pequeninos e Infantil. Desde que entram no pré-escolar, aos 3 anos, as crianças são preparadas através de várias actividades para a aprendizagem da leitura e para um contacto próximo com a cultura escrita.

 

Na Preparação, o aluno começa por aprender algumas palavras que fazem referência a objectos ou substantivos que têm um significado concreto para a criança.

 

Posteriormente, as palavras são introduzidas em frases. A criança começa a tomar consciência da frase e começa a individualizar os elementos que são as palavras.

 

A criança pode ir aprendendo, simultaneamente a ler e a escrever. Dá-se muita importância à memória visual e auditiva, à atenção, concentração, persistência e raciocínio, capacidades fundamentais para o processo de aprendizagem da leitura.

A criança vai então construindo outras frases simples. Ao mesmo tempo, inicia a escrita, escrevendo frases que inventa, a escrita livre.

 

No Livro de Leitura de cada aluno, este aprende, desenha e pinta o tema de cada frase que aprende, o que lhe permite uma melhor compreensão e memorização das diferentes frases.

 

No 1º Ano, a criança continua a aprendizagem de frases cada vez mais complexas, algumas formando pequenas histórias.

Começa então a aprender também a dividir as palavras em sílabas e a identificar essas mesmas sílabas. A partir das sílabas, lê novas palavras.

 

Assim, no 1º Ano, a criança vai da frase, para a palavra, para a sílaba – segue então o caminho inverso – da sílaba, constrói novas palavras e frases…

Chega a altura da leitura individualizada – as fichas e os impressos.

 

No fim dos impressos a criança sabe oficialmente ler e, para assinalar este dia, vai ler à Directora Pedagógica e recebe um livro com uma dedicatória.

Posteriormente, a criança começa a aprender o nome das letras, os seus valores e as regras de utilização.

No 2º Ano, consolida então todas as aprendizagens efectuadas nos anos precedentes. Assim, o Método da Escola é um método que atravessa vários anos do percurso escolar do aluno. Duma forma lúdica, o aluno, motivado, aprende a ler, com o seu próprio esforço, persistência e determinação.